LogoUT

Alunas criam detector de choro para pais com deficiência auditiva

13/09/2019

Um projeto de alunas do curso técnico em Eletrônica do CEFET-MG foi selecionado para participar da 20ª edição do UFMG Jovem. “Babycall: dispositivo inteligente de detecção de choro para deficientes auditivos” foi realizado pelas alunas Ana Flávia Lelles, Camila Frade, Giovana de Souza e Letícia Silva, com orientação do técnico administrativo André Cunha da Silva.

O trabalho visa solucionar a dificuldade encontrada por pais com deficiência auditiva em identificar o choro do bebê quando distantes. O dispositivo é composto por duas partes: um mecanismo receptor, localizado próximo à criança, e o mecanismo transmissor, que avisa o responsável por meio de uma pulseira com sinais vibratórios. O técnico de laboratório André da Silva explica que o projeto surgiu de uma busca das alunas em soluções para problemas enfrentados por pessoas com deficiência. “Ainda não encontramos no mercado nenhum produto que realize essa funcionalidade da mesma forma que nós desenvolvemos”, explica André. “Além disso, o projeto foi implementado com materiais de baixo custo, o que significa que se o mesmo tiver o uso validado, poderá ser produzido e comercializado a preços populares”.

O projeto foi selecionado para a 20ª UFMG Jovem, evento que acontece nos dias 19 e 20 de setembro, no campus Pampulha da Universidade Federal de Minas Gerais, em Belo Horizonte. Para André, essa é uma oportunidade de mostrar o conhecimento desenvolvido na Instituição para o público. “É também uma grande oportunidade de aprendizado e troca de informações com outros estudiosos e interessados na área”. O trabalho também foi selecionado para a 29ª edição da Mostra Específica de Trabalhos e Aplicações do CEFET-MG (META), que acontece em Belo Horizonte de 21 a 25 de outubro.
 

Redação – Secretaria de Comunicação Social / CEFET-MG