LogoUT

Nepomuceno: Pesquisa busca detectar possíveis rupturas em barragens

11/09/2019

Os desastres causados pelo rompimento das barragens de rejeitos da mineração intensificaram o alerta vermelho sobre a segurança das comunidades que habitam o entorno das mineradoras. O ciclo pode ser assustador:  a grande produção do minério, devido à crescente importância do material para a economia, resulta na maior formação de rejeitos e na possibilidade de desastres cada vez maiores. A barragem que rompeu em Brumadinho, por exemplo, tinha capacidade para 12,7 milhões de metros cúbicos de rejeitos; enquanto a de Mariana, 60 milhões. Os vazamentos causaram dados ambientais e humanos irreversíveis.

Diante desse dilema, equipe do CEFET-MG campus Nepomuceno pesquisa um sistema de alerta que capta vibrações antes da ruptura das barragens. O equipamento foi desenvolvido pelo professor Israel Teodoro e pelos estudantes Taciane Fátima Pereira e Lucas Mendes Amaral, dos cursos técnicos em Eletrotécnica e Mecatrônica. O sistema deve ser instalado na estrutura da barragem para captar quaisquer vibrações que possam ser sinais de ruptura. Os alertas visuais e sonoros são dados independentemente de operadores, o que diferencia o sistema desenvolvido pelos estudantes de vários modelos existentes no mercado. “É um sistema robusto e de baixo custo, que pode ser instalado e gerenciado pela comunidade local. Ele é capaz de monitorar oito pontos de deformação ou umidade simultaneamente e emitir diagnóstico instantâneo”, explica o professor.

A detecção pode acontecer em deformações no interior da barragem, em estruturas de sustentação, metálicas ou em concreto, ou qualquer outra superfície na qual se queira medir pequenas deformações. Os alertas sonoros são dados por meio de sirenes que, juntamente com displays instados em praças, informam sobre o estado da barragem e sinalizam a emergência. “Uma proposta futura seria inserir um alerta em mensagem de áudio gravada”, acrescenta Israel.

Instalado em um modelo de cidade em escala, o circuito elétrico em funcionamento pode ser visto até sexta-feira (13), durante a Mostra Específica de Trabalhos e Aplicações (META) no CEFET-MG campus Nepomuceno. A Mostra acontece simultaneamente nos campi Leopoldina, Timóteo e Varginha. Em Araxá, Belo Horizonte, Contagem, Curvelo e Divinópolis será realizada de 21 a 25 de outubro. O evento é promovido desde 1978 e divulga, para a comunidade interna e externa, trabalhos desenvolvidos dentro do CEFET-MG.

 

Redação - Secretaria de Comunicação Social / CEFET-MG