LogoUT

Startup de alunos do CEFET-MG desenvolve mouse óptico

11/02/2016

Uma reportagem sobre portadores de tetraplegia motivou, em 2014, um grupo de alunos do CEFET-MG a criar um mouse de computador controlado pelos olhos. A proposta rendeu frutos: a partir dela foi criada a startup Eyesignal que esteve entre as finalistas do programa de pré-incubação Lemonade em 2015 e hoje integra o Laboratório Aberto do SENAI.

A proposta inicial, denominada mouse óptico, foi desenvolvida pelos então alunos do curso técnico de Equipamentos Biomédicos do CEFET-MG Yan Santos, Nayalla Caroline, Suzanne Chamon e Stela Marques e consistia em um protótipo que movia o cursor de acordo com o movimento dos olhos. Mesmo com falhas a serem corrigidas, o projeto ficou em primeiro lugar na votação popular na Mostra Específica de Trabalhos e Aplicações (META) do CEFET-MG em 2014 com a orientação dos professores Renato Zanetti e Leonardo Vasconcelos.

Yan explica que, desde então, a tecnologia sofreu modificações e hoje é chamada de Eye mouse. “O princípio é o mesmo – eletrooculagrama – mas a proposta se tornou diferente porque o usuário não necessita de ter total movimento ocular, apenas olhar para os lados é o suficiente para controlar o computador”. Yan e Nayalla permaneceram no projeto, ambos são estudantes de Engenharia Elétrica, ele no CEFET-MG e ela na PUC Minas. A equipe atual conta também com Daniel Lott (Engenharia Elétrica - UFMG) e Marco Túlio (Engenharia da Computação - CEFET-MG). Graças ao esforço da equipe e às parcerias com instituições privadas, o projeto vem ganhando corpo.

O grupo explica que não existem dispositivos que permitam a utilização eficiente de computadores por portadores de deficiências graves de mobilidade a um preço acessível. A startup desenvolve também o Eye App, software para facilitar a interação do usuário com o computador e torná-la mais agradável. Nesse software, são fornecidos recursos como chat, áudio de frases usadas cotidianamente, teclado virtual inteligente e adaptador para auxílio de navegação na internet. Os produtos são destinados a pessoas portadoras da síndrome do encarceramento, esclerose lateral amiotrófica, atrofia muscular espinhal e tetraplegia.

 

Saiba mais

Conheça os integrantes da startup Eyesignal

Acesse o vídeo e conheça o Eye Mouse
 

Secretaria de Comunicação Social / CEFET-MG

  • imprimir
  • Compartilhe:
  • 2359
  • Visualizações: