LogoUT

Programa de Formação de Docentes obtém nota máxima em avaliação

Tue Jun 13 14:46:00 BRT 2017

A nota do Ministério da Educação refere-se à renovação de reconhecimento do curso e avaliou instalações físicas, corpo docente e organização didático-pedagógica

O Programa Especial de Formação Pedagógica de Docentes conquistou nota 5 na avaliação de renovação de reconhecimento do curso, pelo Ministério da Educação (MEC). A avaliação segue uma escala de 1 a 5 e observa a organização didático-pedagógica, o corpo docente, discente, técnico-administrativo e as instalações físicas do curso.

A avaliação foi feita nos dias 1º e 2 de julho, quando duas avaliadoras do MEC verificaram a documentação específica do curso, como o Projeto Pedagógico, os planos de ensino das disciplinas, os relatórios de estágio, o horário de aulas, além do trabalho da coordenação e produção acadêmica dos professores. “Eles entrevistaram os docentes e alunos, os membros da Comissão Permanente de Avaliação, como também visitaram as instalações do campus II, como Registro Acadêmico, biblioteca, laboratórios de informática, restaurante, sanitários”, detalha a coordenadora do curso, professora Sabina Maura Silva.

Conforme explica Sabina, a nota reconhece o esforço dos professores. “A nota 5 recebida pelo Programa significa o reconhecimento do trabalho de qualidade desenvolvido aqui e é um grande estímulo para o grupo de docentes envolvidos no curso”.

O Programa Especial de Formação Pedagógica de Docentes é voltado para candidatos que já tenham concluído um curso de graduação, exceto licenciatura e curso de Pedagogia. Ele habilita os graduados para as disciplinas que integram as quatro séries finais do Ensino Fundamental, o Ensino Médio e a educação profissional em nível médio em Biologia, Física, Matemática, Química, Língua Portuguesa e nos Eixos Tecnológicos dos cursos ofertados pelo CEFET-MG. Para Sabina Silva, “o curso oferecido pelo CEFET-MG destaca-se pela qualificação dos docentes - todos doutores -, com grande experiência no campo da educação, bem como pela estrutura disponível aos discentes”.

Como são as avaliações do MEC

Há três tipos de avaliação para os cursos superiores: para autorização, para reconhecimento e para renovação de reconhecimento. O primeiro tipo, para autorização, é feita quando uma instituição pede autorização ao MEC para abrir um curso. O segundo, para reconhecimento, ocorre quando a primeira turma entra na segunda metade do curso; é feita, então, uma segunda avaliação para verificar se foi cumprido o projeto apresentado para autorização. O terceiro, para renovação de reconhecimento, se dá a cada três anos.

Em todas as avaliações, o MEC envia dois avaliadores – sorteados entre os cadastrados no Banco de Avaliadores (BASis) – à instituição, onde são avaliadas três dimensões do curso: a organização didático-pedagógica; o corpo docente e técnico-administrativo; e as instalações físicas.

Secretaria de Comunicação Social / CEFET-MG

  • imprimir
  • e-mail
  • Compartilhe:
  • 3084
  • Visualizações: