LogoUT

Pesquisadores de Araxá desenvolvem climatizador individual

Mon Mar 20 16:51:00 BRT 2017

Um climatizador individual com capacidade de resfriar, umidificar, purificar e odorizar o ar, que pode ser levado para qualquer lugar e posto em ambientes pequenos, em cima de uma mesa ou móvel próximo ao usuário, dispensando o uso de instalações hidráulicas. Esse equipamento de condicionamento de ar portátil, denominado climatizador pessoal evaporativo por efeito capilar foi desenvolvido pelo professor do Departamento de Eletromecânica do CEFET-MG Unidade Araxá, Alexandre Morais e pelo estudante de Engenharia da Automação Industrial, José Gaspar. O aparelho utiliza a porosidade de materiais para absorver a água, sendo que à medida que o ar passa pelo material poroso, ele deixa o equipamento com a umidade mais alta e temperatura mais baixa, promovendo o resfriamento evaporativo e propiciando o conforto térmico.

O professor aponta algumas vantagens do climatizador. “O equipamento é pequeno, leve e pode ser posto em cima de qualquer plataforma, por exemplo, em mesa de escritório ou de uma cômoda. A prospecção de custo de produção e fabricação é bastante inferior aos climatizadores disponíveis no mercado e, por utilizar o efeito capilar, não é necessária a utilização de bomba pra a circulação da água o que traz ineditismo ao climatizador, além da questão da portabilidade. Soma-se ao baixo consumo de energia, apenas aquele necessário para alimentar um pequeno ventilador de 10 watts”, explica.

Para o funcionamento do equipamento, é preciso energizá-lo na rede elétrica, encher o compartimento de água até o nível indicado e acionar o potenciômetro do ventilador. São suficientes 250 ml de água para 3 horas de funcionamento e não é necessário o uso de bomba para a recirculação de água e nem de instalações hidráulicas auxiliares.

O equipamento tem o depósito da patente protocolado no Instituo Nacional de Propriedade Intelectual (INPI) e está inserido em projeto de pré-incubação da Incubadora Nascente que tem o objetivo de desenvolver um plano de negócios que forneça parâmetros de investimento para montagem de uma linha de produção em larga escala.


Febrace
O projeto foi um dos selecionados como finalistas para ser apresentado na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), maior evento do país de estímulo ao jovem cientista. O evento acontecerá na Universidade de São Paulo, de 21 a 24 de março. “Promoção da tecnologia, reconhecimento do trabalho, intercâmbio de ciência e tecnologia”, resume o professor sobre estar entre os finalistas do evento.

 

Secretaria de Comunicação Social / CEFET-MG

 

  • imprimir
  • e-mail
  • Compartilhe:
  • 734
  • Visualizações: